P1120108.jpg

PAE - As Nossas Crianças

O apoio de vários Padrinhos permite que sejam apoiadas 10 crianças com necessidades especiais.

Em baixo podes conhecer as historias e necessidades de cada criança que apoiamos. Ajuda-nos a aumentar as oportunidades e bem-estar desta crianças e a chegar a mais crianças necessitadas.

Carlos

   O Carlos tem 6 anos e vive com a mãe e a irmã mais nova. Infelizmente, o Carlos nasceu com uma laceração na pele, que precisa de cuidados médicos contínuos, cuidados esses que, por questões financeiras familiares, não conseguem ser assegurados pela mãe.

   A falta de acompanhamento médico e alimentação adequada básica provoca um mau estar e dores contantes, afetando o Carlos em todas os aspetos da sua rotina, como o aproveitamento escolar.

   Ajude-nos a ajudar! Ao apadrinhar o Carlos, irá contribuir com vias de acompanhamento médico necessário, medicamentos ou outros bens essenciais para a melhoria da vida desta criança.

  

Edvaldo

   O Edvaldo tem 14 anos e vive com a família, família essa que partilha com mais uma das nossas crianças apadrinhadas, o Givalde. O nosso menino é portador de uma condição física que o impossibilita de andar e tem como único apoio, uma cadeira de rodas. A situação socioeconómica familiar é bastante problemática, sendo que os rendimentos existentes são de peditórios que os meninos fazem na rua e alguns apoios do estado.

   Ajude-nos a ajudar! Ao apadrinhar o Edvaldo, irá contribuir com vias de acompanhamento médico necessário, medicamentos ou outros bens essenciais para a melhoria da vida desta criança.

Givalde

   O Givalde tem 9 anos e vive com a família, família essa que partilha com mais uma das nossas crianças apadrinhadas, o Edvaldo. Embora não tenha nenhuma condição física ou psicológica que agrave a sua rotina, aqui sentimos que com o apoio necessário de um padrinho, o nosso menino pode ter uma vida melhor e que tire proveito de todas as qualidades que o mesmo tem.

   A situação socioeconómica familiar é bastante problemática, obrigando a que o Givalde e os restantes familiares pernoitem no chão da sua habitação.

   Ajude-nos a ajudar! Ao apadrinhar o Givalde, irá contribuir com bens essenciais para a melhoria da vida desta criança.

Hamilton

   O Hamilton tem 7 anos e vive com a família. O nosso menino nasceu com uma condição genética, em que a cabeça do mesmo teve um crescimento anormal passados uns dias do seu nascimento, crescimento esse que parou aos dois anos de idade. A criança teve acompanhamento médico e possibilidade de ser tratado em Portugal, mas infelizmente, por motivos burocráticos, a viagem não se concretizou.

   A situação socioeconómica familiar complicou-se após um incendio ter destruído a casa onde habitavam, e as faltas monetárias afetam o acompanhamento médico que o Hamilton requer.

   Ajude-nos a ajudar! Ao apadrinhar o Hamilton, irá contribuir com vias de acompanhamento médico necessário, medicamentos ou outros bens essenciais para a melhoria da vida desta criança.

Lucas

   O Lucas tem 7 anos e vive com a mãe e os irmãos. Desde cedo que os irmãos do Lucas têm brincadeiras de carácter agressivo com ele, o que faz com que o menino os repita perante os colegas e educadoras da escola.

   Após uma análise médica, a criança foi referenciada por ter perturbações psicológicas e precisar de acompanhamento médico urgente.

   A situação socioeconómica familiar é bastante precária, o que contribui para toda uma rotina não exemplar do Lucas.

   Ajude-nos a ajudar! Ao apadrinhar o Lucas, irá contribuir com vias de acompanhamento médico necessário, medicamentos ou outros bens essenciais para a melhoria da vida desta criança.

Maria F.

   A Maria tem 7 anos e vive com a família. Infelizmente, a nossa menina apresenta um atraso significativo na aprendizagem escolar e nas suas atitudes diárias. Não consegue ter uma conversa corrente, não lê nem escreve.

   A situação familiar que rodeia a Maria é bastante problemática, sendo que a mãe relata que a menina é abusada sexualmente por um agressor desconhecido, não mostrando grande interesse por isso. Para além disso, uma das irmãs intimida diretamente a Maria, piorando a situação.

   Ajude-nos a ajudar! Ao apadrinhar a Maria, irá contribuir com vias de acompanhamento médico necessário, medicamentos ou outros bens essenciais para a melhoria da vida desta criança.

Maria R.

   A Maria tem 7 anos e vive com a família. A falta de atenção e de progressos, quer na fala, quer no aproveitamento escolar é significativa, requerendo uma educação especial, educação essa que não é providenciada.

      A situação socioeconómica familiar é precária, o que contribui para faltas problemáticas na rotina diária da Maria.

   Ajude-nos a ajudar! Ao apadrinhar a Maria, irá contribuir com bens essenciais para a melhoria da vida desta criança.

Patrícia

   A Patrícia tem 13 anos e vive com a família. Desde cedo que a nossa menina registava vários problemas físicos e psicológicos, como deficiências visuais, físicas, pouca capacidade de aprendizagem e falta de atenção. Após um intenso acompanhamento, verificou-se que a Patrícia sofre de maus-tratos físicos.

   Ao longo do tempo, a Patrícia tem vindo a registar melhorias significativas, porém a situação socioeconómica da família continua a impactar brutalmente a rotina da menina e o seu bem-estar.

   Ajude-nos a ajudar! Ao apadrinhar a Patrícia, irá contribuir com vias de acompanhamento médico necessário, medicamentos ou outros bens essenciais para a melhoria da vida desta criança.

Rafael

   O Rafael tem 9 anos e vive com a família. O nosso menino nasceu com uma condição física que o impede de andar. Ainda esteve sujeito a tratamento fisioterapêuticos, mas por motivos financeiros, esses mesmos tratamentos não puderam ser continuados, o que provocou um atraso na reabilitação do Rafael.

   Ajude-nos a ajudar! Ao apadrinhar o Rafael, irá contribuir com vias de acompanhamento médico necessário, medicamentos ou outros bens essenciais para a melhoria da vida desta criança.

 

Rodrigo

   O Rodrigo tem 12 anos e vive com a mãe e a irmã. O nosso menino nasceu com uma condição física que o impede de mover, condição essa que não melhorou, mesmo quando sujeito a tratamentos fisioterapêuticos. O Rodrigo é totalmente dependente da mãe para a concretização das suas rotinas diárias e regista um atraso significativo na fala e aprendizagem em geral.

   A situação socioeconómica familiar é bastante precária, o que contribui para faltas problemáticas na rotina diária do Rodrigo.

   Ajude-nos a ajudar! Ao apadrinhar o Rodrigo, irá contribuir com vias de acompanhamento médico necessário, medicamentos ou outros bens essenciais para a melhoria da vida desta criança.